Skip to main content

Recomendações dos Serviços de Medicina Interna Luso-Espanhóis no Combate às Alterações Climáticas e à Degradação Ambiental

Recommendations of the Spanish-Portuguese Internal Medicine Services in the Fight Against Climate Change and Environmental Degradation

L. Campos 1 , M. M. Chimeno Viñas 2 , J. Carretero Gómez 3 , L. Santos 4 , A. Cabrera Rayo 5 , P. R. Valdez 6 , R. Gómez-Huelgas 7
Em nome das sociedades, colégios, e associações de Medicina Interna dos países de língua espanhola e portuguesa.

Resumo:
Perante a gravidade do impacto na saúde das alterações climáticas e da degradação ambiental, 32 sociedades, colégios, e associações de Medicina Interna de 29 países de língua espanhola e portuguesa publicam um documento de consenso no qual apelam ao envolvimento dos médicos e de todos os profissionais de saúde na luta global contra as causas destas alterações. Esse compromisso requer a
cooperação das organizações relacionadas com a saúde, o desenvolvimento e implementação de boas práticas de sustentabilidade ambiental, a sensibilização dos profissionais de saúde e da população, a promoção da educação e da investigação nesta área, o reforço da resiliência climática e da sustentabilidade ambiental dos sistemas de saúde, o combate às desigualdades e a proteção das populações
mais vulneráveis, a adoção de comportamentos que protejam o ambiente, e a defesa da Medicina Interna como especialidade nuclear para capacitar o sistema de saúde para responder a estes desafios.

Leave a Reply