Skip to main content

OBSERVADOR (com LUSA)

5 Junho 2024

Projeto dá nova vida a plástico hospitalar esterilizado

Com base no que já é feito nos EUA, a ideia partiu de um cirurgião cardíaco, que salientou que “a lei portuguesa diz que tudo o que sai de um bloco operatório está contaminado, o que é mentira”.

Quatro hospitais recolheram toneladas de plástico esterilizado usado para embrulhar as caixas cirúrgicas nos blocos operatórios, que permitiram confecionar, entre outras coisas, mais de 1.000 toalhas para as mesas da comunhão da Jornada Mundial da Juventude em Lisboa.

A ideia partiu do cirurgião cardíaco e vice-presidente do Conselho Português para a Saúde e Ambiente (CPSA), João Queiroz e Melo, que disse conhecer com “um enormíssimo pormenor o que se passa dentro dos hospitais e dentro dos blocos operatórios” e sabia que nos Estados Unidos, onde se formou, esses plásticos são reutilizados porque estão esterilizados.

Ver toda a notícia aqui.