As consequências do aquecimento global são dramáticas, mas, para além das mudanças climáticas, outros fenómenos estão a afectar os seres humanos como a superpopulação, as desigualdades, a crise económica, a ameaça nuclear, a perda da biodiversidade, a degradação dos ecossistemas e o esgotamento das reservas naturais.

 

Desde 1970, a nossa pegada ecológica excedeu a taxa de regeneração da Terra.

 

O reconhecimento de que as atividades humanas começaram a ter um efeito global substancial nos sistemas da Terra levou à proposta de definir a época geológica atual, como a época do Antropoceno

 

"Estamos numa autoestrada para o inferno climático e temos o nosso pé no acelerador"
António Guterres na abertura da COP27

 

As alterações climáticas e a degradação dos ecossistemas estão a afectar a saúde das populações.

 

Mais de cinco milhões de mortes por ano podem ser atribuídas a temperaturas extremas, e a poluição é responsável por 9 milhões de mortes por ano.

 

É uma obrigação ética que as diferentes organizações e os profissionais de saúde e organizações intervenham nas questões das alterações climáticas, da degradação ambiental e do seu impacte sobre a saúde.

 

Os profissionais de saúde devem ser agentes ativos na defesa de práticas sustentáveis para o meio ambiente, aumentando a conscientização da comunidade sobre os riscos para a saúde das mudanças climáticas e da degradação ambiental, e sendo modelos na adoção de comportamentos ecologicamente corretos.

 

O sector da saúde é responsável por 4,4% da emissão de gases com efeitos de estufa.
É prioritário reduzir esta pegada ecológica e fazer da saúde um exemplo de compromisso com este objectivo.

 

A visão do Conselho Português para a Saúde e Ambiente é que as gerações actuais e futuras vivam num mundo sustentável, que deixe de estar ameaçado pelas alterações climáticas e pela degradação ambiental, e em ambientes saudáveis.

 

Perfilhamos o conceito de One Health enquanto abordagem colaborativa, multissetorial e transdisciplinar que tem como objetivo alcançar resultados de saúde ideais, reconhecendo a interconexão entre pessoas, animais, plantas num ambiente partilhado

Membros fundadores

Destaques

1 de Novembro, 2022

História do CPSA

Saiba como nasceu o CPSA, pelo Dr. Luís Campos, à qual se juntaram, desde o primeiro momento o Profº Doutor João Queirós e Melo e o Jornalista José Victor Malheiros. Ler mais
1 de Novembro, 2022

Direcção do CPSA

Os corpos directivos foram eleitos no dia 31 de outubro de 2022 para um mandato de quatro anos e são constituídos por personalidades que são membros a nível individual. Ler mais
Eventos
19 de Novembro, 2022

Webinar | From nurses to parents: reducing plastic and harmful chemical exposure to children

Webinar | De enfermeiras a pais: reduzindo a exposição de crianças a plásticos e substâncias químicas nocivas - 7 de dezembro de 2022 | 15:00 - 16:30. O impacto negativo…
Media
2 de Novembro, 2022

SNS INEM: Conselho Português para a Saúde e Ambiente

O Secretário de Estado da Saúde, Ricardo Mestre, participou esta segunda-feira, 31 de outubro, na sessão de lançamento do Conselho Português para a Saúde e Ambiente, uma nova plataforma que…
Notícias
6 de Dezembro, 2022

Expresso: 388 mil lisboetas dormem com o ruído de aviões, a fatura no ambiente e na saúde pode …

Projetos de lei para restringir ou impedir voos noturnos sobre a capital não serão votados esta sexta-feira e passam para a discussão na especialidade. Enquanto isso, somam-se queixas dos moradores…
Publicações
18 de Novembro, 2022

Público: As portas vão fechar-se se não atuarmos em três prioridades climáticas

Na última década, sucessivos recordes climáticos têm sido registados em todo o globo. Em 2021, a atmosfera terrestre atingiu um novo máximo histórico de concentração de dióxido de carbono com…

Subscreva a newsletter

Ajude-nos a crescer

O Conselho Português para Saúde e Ambiente é uma organização independente cujo espectro e intensidade das iniciativas está dependente das verbas que conseguir angariar. O seu financiamento depende das quotas dos seus associados, das iniciativas que promover, de projectos financiados em que esteja envolvido, de parcerias, mas também de doações voluntárias de pessoas ou organizações que se identifiquem com os objectivos do CPSA e que nos queiram ajudar.

Faça a sua doação

Torne-se membro do Conselho Português para a Saúde e Ambiente

Inscrever